domingo, 20 de dezembro de 2015

O NATAL SEM CRISE

O Natal está chegando. Todos os ambientes são ornamentados e projetados para que as pessoas pensem no que estão a celebrar. Pelas ruas dos centros das cidades, muitas luzes e árvores são colocadas. Os representantes públicos aproveitam o ensejo para maquiar as gestões desastrosas e ineficientes. Nos shoppings, o efêmero é o mais exposto. Os meios de comunicação massificam o inconsciente coletivo para que este compre e necessite do supérfluo. Uma alucinação social é fortalecida, para que a pessoa humana se torne objeto das estruturas econômicas e de consumo.
Na atualidade nos encontramos com a permanente ênfase dada à crise econômica. Estudiosos defendem que ela é, antes de tudo, antropológica. Esta é fruto da Era da Razão que patrocinou o ofuscamento de Deus da condição humana. As crises do humano contemporâneo estão vinculadas à perda de um referencial objetivo e esclarecedor da própria existência. O que faz sentido para o homem posmoderno é o que pode situá-lo aqui e agora. Por isso, ele veio a ser presa fácil de quem consegue manipulá-lo e aliena-lo do real e de tudo o que oferece algum sentido para a vida. Numa sociedade individualizada não há espaço para o que forma a subjetividade, mas o que a coisifica. O indivíduo é transformado numa situação. A crise é o confronto da razão consigo mesmo, sem uma referência com algo que a sustente. Há uma dificuldade de encontrar a verdade. Neste sentido, a mensagem do Papa Francisco para a celebração do 49° Dia Mundial da Paz, é bem consistente. O pontífice assinala três formas de indiferenças que não possibilitam a experiência da paz no mundo contemporâneo, a saber: A indiferença para com Deus; para com o Outro e para com a realidade circundante. Estas três estão levando a Sociedade à indiferença globalizada. O Papa jesuíta preceitua que há a urgência de ser formada uma cultura da solidariedade e misericórdia para vencer a indiferença. Ele afirma que “em primeiro lugar as famílias são chamadas a uma missão educativa primária e imprescindível. Elas constituem o primeiro lugar onde se vivem e transmitem os valores do amor e da fraternidade, da convivência e da partilha, da atenção e do cuidado pelo outro. São também o espaço privilegiado para a transmissão da fé, a começar por aqueles primeiros gestos simples de devoção que as mães ensinam aos filhos”. O que mais é necessário para que as famílias celebrem o autêntico Natal do Senhor é justamente a presença do amor, da solidariedade e do perdão. Estes sentimentos nunca podem estar em crise num ambiente familiar sadio e humanizado.
A crise de compreensão do verdadeiro sentido do Natal nos interpela a pensar uma ordem sistêmica sem a presença de ações humanas que não gerem rupturas, mas harmonia e coesão sociais. Os fenômenos conjunturais da violência, intolerâncias, guerras, fundamentalismos religiosos, injustiças, corrupções e descaso com a vida dos mais vulneráveis, devem nos interpelar. O que pode ser feito para que o Ser Humano não seja o pior inimigo dele mesmo? Ele tem que voltar-se para uma realidade que possa dizer a sua verdade.
Por fim, como celebrar o Natal em tempos de crise econômica, política, religiosa e, por isso, humana? Procurando celebrá-lo como deve ser vivido; ou seja, como um acontecimento cristão, e não como pagão. Se assim o fizermos, seremos condicionados por uma situação social que, sendo indiferente a Deus e à revelação do Seu amor, não nos deixará encantar pelos sentimentos de alegria e bondade que devem concretizar-se em nossas vidas e nas celebrações natalinas. Estejamos atentos e nos convertamos à centralidade do Menino Deus, em nossas vidas! Assim o seja!



Pe. Matias Soares
Pároco de São José de Mipibu-RN  

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

PROGRAMAÇÃO: MISSAS DE NATAL E ANO NOVO

Arquidiocese de Natal
Paróquia de Sant’Ana e São Joaquim
Missas de Natal e Ano Novo
Dia 22/12 (Terça-feira)
17h – Retiro
19h – Jardim
19h - Jacaracica
Dia 23/12 (Quarta-feira)
19h – Quebra-fuzil
19h - Passagem dos Cavalos I (São Sebastião)

Dia 24/12 (Quinta-feira – VÉSPERA DO NATAL)
16h – Malhada
19h – Sitio Santa Luzia
21h – Manimbu
22h30 – Laranjeiras do Abdias
----------------
17h – Luar das Orquídeas
19h – Matriz
21h – Bairro Novo
22h30 – Laranjeiras dos Cosmes
-------------------
17h30 – Mendes
19h – Arenã
21h – Matriz
22h15 – Tancredo Neves

Dia 25/12 (Natal do Senhor)
16h30 – Japecanga
17h - Taborda
17h – Vale do Lírio
19h – Matriz
19h – Jardim dos Ipês
19h – Bosque das Colinas e Luar do Colorado

Dia 26/12 (Sábado da Oitava de Natal)
16h – Boa Vista
17h – Caieiras
17h – Pium
19h – Pau Brasil
19h – Ribeiro

Dia 27/12 (Domingo da SAGRADA FAMÍLIA)
7h – Matriz
7h – Capela do Século
10h – Matriz
10h – Riacho
16h – Bela Vista
17h – Rocinha
17h – Curral Novo
19h – Matriz
19h – Laranjeiras do Abdias
19h – Bonfim I (Senhor do Bonfim)

Dia 28/12 (Segunda-feira da Oitava de Natal)
19h – Matriz: Missa do Teço dos homens

Dia 29/12 (Terça-feira da Oitava de Natal)
19h - Zoador
19h – Jardim
19h – Bica

Dia 30/12 (Quarta-feira da Oitava de Natal)
17h - Baxiu
19h – Bonfim II (Na. Senhora da Providência)
19h – Mazapas

Dia 31/12 (Quinta-feira) – Missas de Ano Novo
17h – Passagem dos Cavalos II (Todos os Santos)
19h – Matriz
21h – Taborda
22h30 - Maimbu
22h30 – Laranjeiras do Abdias (igreja do Coração de Jesus)
-------------------------------
17h – Japecanga
19h – Mendes
21h – Matriz
23h – Laranjeiras dos Cosmes
-------------------------
17h – Areia Branca
19h – Arenã
21h – Bairro Novo
00h - Matriz


Atenção: 1) Durante o mês de janeiro/2016 não teremos Missas nas comunidades, com exceção daquelas que celebram seus padroeiros. As Missas serão celebradas nos horários normais na Matriz e em Laranjeiras do Abdias;
2) Todas as comunidades preparem as liturgias e divulguem bem estes momentos;
3) Solicitamos aos particulares e poder público que sejam respeitados os momentos celebrativos, não colocando paredões, grupos musicais e outros meios que dificultem e desrespeitem a celebração da fé do Povo, nas proximidades das Igrejas;
4) Ainda, qualquer dúvida e solicitação das comunidades ou instituições, por favor, nos procurem pessoalmente, na sede paroquial, que estaremos sempre abertos ao diálogo e a outras possíveis adaptações, tendo em vista o bem comum;
5) Contato: (84)3273-2236/3273-2239.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

sábado, 5 de dezembro de 2015

ENCONTRO MENSAL COM LIDERANÇAS DE COMUNIDADES E PASTORAIS

Neste sábado, 05 de dezembro de 2015, na Capela de São Francisco, aconteceu a partir das 8h30 da manhã o encontro de formação e articulação missionária e pastoral de nossa Paróquia.
Primeiramente foi feito um estudo sobre as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (Documento da CNBB) e em seguida foram realizados os combinados acerca do Show Louvor de Confraternização Paroquial que acontecerá no dia 12 de dezembro, no Instituto Pio XII.



terça-feira, 1 de dezembro de 2015