segunda-feira, 28 de julho de 2014

26/07 - ENCERRAMENTO DA FESTA DE SANT'ANA E SÃO JOAQUIM 2014

A Igreja Católica possui tradições e ritos particulares que são formas de demonstração do nosso amor a Jesus Cristo e o desejo de seguir seus exemplos. É acreditando nos desígnios do Pai que respeitamos e tomamos como modelo a vida dos Santos, em especial dos nossos Padroeiros Sant'Ana e São Joaquim, pais de Nossa Senhora, que tem muito a nos ensinar com seus testemunhos de Fé.
Desde o dia 16 de julho iniciamos a Festa de Sant'Ana e São Joaquim em São José de Mipibu, e para todos aqueles que tiveram a oportunidade de acompanhar o nosso site, divulgamos diariamente as fotos deste forte momento de evangelização em nossa comunidade. Foi também a primeira vez que começamos a transmitir às missas, ao vivo, via web-rádio - e que iremos continuar a fazer a fim de levar a Palavra de Deus aos enfermos ou aqueles que por algum motivo estejam impedidos de ir até a Igreja.
Neste sábado, dia 26, o encerramento da Festa dos Padroeiros foi celebrado por um excelente número de católicos que vieram de todos os Setores Missionários, comunidades e cidades vizinhas. Cada Setor também trouxe para Procissão a imagem do seu respectivo Padroeiro realizando um belíssimo encontro durante a celebração da Santa Missa que foi presidida pelo Padre Edilson Soares Nobre - Vigário Geral da Arquidiocese de Natal.
A programação religiosa foi bastante intensa e começou cedo. Desde às 5h da manhã com a caminhada penitencial e às 9h o Padre Valtair Lira Lucas - Pároco da Paróquia São Camilo de Lelis, em Natal presidiu a Missa dos Avós. Logo após, às 10h houve alguns batizados seguidos da Adoração ao Santíssimo Sacramento e ao meio dia o tradicional Pipocaço. O encerramento culminou com a Procissão e a Santa Missa celebrada no largo em frente a Igreja Matriz.
Este ano a Festa teve como tema: "A Importância da Palavra de Deus na Vida e Missão da Paróquia", assunto estudado pela CNBB no seu mais novo documento "Comunidades de Comunidades".

Por fim, agradecemos a presença de todos que participaram da nossa Festa de Sant'Ana e São Joaquim 2014, ao mesmo tempo em que convidamos a estarem conosco novamente, reacendendo todos os anos o orgulho de ser mipibuense e de morar nesta terra de fé e devoção.



A REVOLUÇÃO PELA CONVERSÃO


O tema da conversão sempre foi fundamental para o cristianismo. Não nos tornamos cristãos sem conversão. É o primeiro convite feito por Jesus Cristo para aqueles que querem segui-Lo. “Convertei-vos e Crede no evangelho, pois o Reino de Deus está próximo” (Ev. Mc 1,15). Não podemos dizer que é um tema específico do cristianismo, mas, como cristãos, podemos dizer que com os eventos da Encarnação e Páscoa do Filho de Deus há uma qualificação desta temática. Ela, para o cristianismo, implica a fé na presença do Reino de Deus; pois Ele está próximo. Se acompanharmos o caminho ministerial de Jesus, compreenderemos que este Reino identifica-se com a Sua pessoa. Neste sentido, o que é peculiar da espiritualidade do evangelista João, complementa o que é teológico dos evangelhos sinóticos, quando caracteriza que a conversão e reconhecimento do Senhor é fruto do encontro pessoal, íntimo e amoroso com a pessoa do Senhor (Ev. Jo 20,18). As propostas evangélicas mostram que, pela fé e pelo amor, o histórico e o eterno de Deus são um; e mostram que o convite à mudança (metanoia) é constante, pessoal e vital para todos os Seus filhos. 
A conversão, como gera uma mudança pessoal, também gera transformação comunitária. O que é vivido pela pessoa tem repercussão social. Aqui entra a questão da revolução. Ela tem uma relação complementar ou dialética com a conversão. Em ambas existe uma tensão espiritual. O filósofo Michel Foucault analisando o desenrolar histórico sobre a conversão afirma que “não pode haver verdade sem uma conversão ou sem uma transformação do sujeito. (...) Essa verdade leva à ideia de uma posição de classe, de efeito de partido, o pertencimento a um grupo, a uma escola, a iniciação, a formação do analista, etc., tudo nos remete às questões da condição de formação do sujeito para o acesso à verdade, pensadas, porém, em termos sociais, em termos de organização. Não são pensadas no recorte histórico da existência da espiritualidade e de suas exigências” (Cf. Hermenêutica do sujeito). A ideia espiritual continua, mas o conteúdo que possibilita a mudança é diferente. A verdade pensada pelo filósofo não é a mesma revelada pelo cristianismo. Esta é fruto da fé e do amor na e à pessoa de Jesus de Nazaré, que é o Senhor. Ele é o caminho, a verdade e a vida (Ev. Jo 14,6). Essa não é condicionada, mas condiciona porque o seu conteúdo é único, universal e eterno. Essa forma espiritual cristã de conversão determina a revolução, porque transforma o sujeito que a aceita pela fé. As estruturas progridem a partir do sujeito que tem uma referência normativa, que é o mandamento do amor (Ev. Jo 13,15). A revolução proporcionada por Cristo é a do amor e do serviço, que pode humanizar e harmonizar todas as estruturas constituídas pelo humano. 
Enfim, A revolução feita pelas realidades coisificadas leva à violência. O princípio dialético é de negação da verdade do outro, e não de abertura ao encontro e ao serviço. Formas novas de verdade devem ser construídas; reestruturas e sobrepostas a outras. A conversão confunde-se com uma ideia e toma forma espiritual porque tem seu fim. Não é o Reino de Deus que está próximo; é sempre uma utopia, ou seja, um não lugar. Diferente do cristianismo que tem o lugar definido para o encontro com a verdade, a revolução promovida pela ideia, que condiciona o humano, é um salto no que não sabemos que será humano. O humano será meio para o fortalecimento da estrutura, diferente da concepção cristã que deve condicionar o bem do estrutural ao bem do que é humano, centrando a história na dignidade da pessoa que é imagem e semelhança de Deus. Assim o seja!

 
Pe. Matias Soares
Pároco de São José de Mipibu-RN e Vigário Episcopal Sul da Arquidiocese de Natal.

domingo, 27 de julho de 2014

25/07 - FESTA DE SANT'ANA E SÃO JOAQUIM 2014

Nos aproximamos do fim da nossa Festa dos Padroeiros, por isso esta noite celebramos o último dia de novena presidida pelo Diácono Francisco Teixeira - Coordenador do SEAPAC. Na parte social tivemos um belíssimo show de forró pé de serra com a Banda "Os Caras" de Emaús, que em outras oportunidades já estiveram presente nos eventos organizados pela Paróquia. Agradecemos imensamente a presença de todos. Os noiteiros de hoje foram: Mipibuenses ausentes, paroquianos e convidados (Prefeitura Municipal e Câmara dos Vereadores).










24/07 - FESTA DE SANT'ANA E SÃO JOAQUIM 2014

Nesta quinta-feira, tivemos como celebrante convidado o Padre Cláudio Régio - Pároco do Bairro do Bom Pastor, em Natal - e os noiteiros foram: Setor Missionário IV Urbano (MEJ e Mejinho, Infância Missionária, Apostolado da Oração, Grupo de Oração N. S. Senhora de Fátima, Comunidade Magnificat), Lions Clube, paroquianos e convidados. Houve também a solenidade do Grupo de Escoteiros Santo Inácio de Loiola. Na apresentação cultural, houve Música Popular Brasileira ao som de Agnaldo, Zé Galego e Henrique do Acordeon.








sábado, 26 de julho de 2014

SÃO JOAQUIM E SANT'ANA, PAIS DE NOSSA SENHORA

(Foto: Arquivo)
Com alegria celebramos hoje a memória dos pais de Nossa Senhora: São Joaquim e Sant’Ana. Em hebraico, Ana exprime “graça” e Joaquim equivale a “Javé prepara ou fortalece”.
Alguns escritos apócrifos narram a respeito da vida destes que foram os primeiros educadores da Virgem Santíssima. Também os Santos Padres e a Tradição testemunham que São Joaquim e Sant’Ana correspondem aos pais de Nossa Senhora. Sant’Ana teria nascido em Belém. São Joaquim na Galileia. Ambos eram estéreis. Mas, apesar de enfrentarem esta dificuldade, viviam uma vida de fé e de temor a Deus.
O Senhor então os abençoou com o nascimento da Virgem Maria e, também segundo uma antiga tradição, São Joaquim e Sant’Ana já eram de idade avançada quando receberam esta graça. A menina Maria foi levada mais tarde pelos pais Joaquim e Ana para o Templo, onde foi educada, ficando aí até ao tempo do noivado com São José.
A data do nascimento e morte de ambos não possuímos, mas sabemos que vivem no coração da Igreja e nesta são cultuados desde o século VI.
São Joaquim e Sant’Ana, rogai por nós!

(Fonte: Canção Nova)

23/07 - FESTA DE SANT'ANA E SÃO JOAQUIM 2014

Nesta última quarta-feira, contamos com a presença do Padre Abelardo de Freitas - Pároco da paróquia de André de Soveral, em Emaús - que celebrou a nossa novena. Os noiteiros foram o Setor Missionário III Urbano (Pastoral do Batismo, Pastoral da Juventude, Irmandade de São José e Pastoral familiar), paroquianos e convidados (Associação dos Taxistas de SJM e Motoristas em Geral) CDL e todos os comerciantes. Estamos também comemorando 1 ano que se passou desde que a Jornada Mundial da Juventude aconteceu em nosso país, por este motivo alguns jovens que vivenciaram essa experiência, vestiram a camisa do evento. Na parte social da Festa, tivemos a presença de um grupo de pagode da nossa terra que deu um verdadeiro show, o "Grupo Arquivo Vivo"! Agradecemos a presença de todos!





 





quarta-feira, 23 de julho de 2014

22/07 - FESTA DE SANT'ANA E SÃO JOAQUIM 2014

Nesta terça-feira o Padre Fabrício da Diocese de Palmares/PE foi convidado a presidir a celebração da Novena, bem como participar conosco dos festejos. A programação social contou com a belíssima apresentação da Orquestra Sinfônica Trampolim da Vitória, de Parnamirim, que tradicionalmente, há alguns anos vem abrilhantar a nossa Festa de Sant'Ana e São Joaquim. Os noiteiros foram o  Setor Missionário II Urbano (Fraternidade Monsenhor Barros, Mov. Apostólico da Mãe Peregrina, Terço dos Homens, Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística, Pastoral do Dízimo), paroquianos e convidados (Poder Judiciário, Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda de Transito e Conselho Tutelar).







 

terça-feira, 22 de julho de 2014

21/07 - FESTA DE SANT'ANA E SÃO JOAQUIM 2014

Nesta segunda-feira, dia 21 de julho, recebemos o Padre Paulo Henrique, Diretor do Curso de Teologia da Faculdade Dom Heitor Sales, para celebrar conosco mais um dia de novena da Festa de Sant'Ana e São Joaquim 2014. Nesta noite também tivemos apresentações culturais da comunidade de Manimbu e a quermesse. Os noiteiros foram o Setor Missionário I Urbano (Pascom, Som e Vida, Movimento Franciscano, Catequese, Coroinhas, Movimento Fé e Luz, Terço das Mulheres), paroquianos e convidados (Secretaria Municipal de Educação, Escolas estaduais e municipais, Instituto Pio XII, Colégio Conhecer, Escola Batista, Conselho Municipal de Educação, Rádio Comunitária FM Olho D’Agua e Mídia Local).

Lembramos ainda que o kit da tradicional cavalgada, que será dia 27 de julho, já está sendo vendido ao preço de R$25,00. Um dos pontos de venda está sendo a Secretaria Paroquial.



https://www.flickr.com/photos/111792235@N05/sets/72157645839706261/





segunda-feira, 21 de julho de 2014

SACRAMENTO DA CONFIRMAÇÃO 2014

Na manhã do Domingo (20), vários jovens receberam o Sacramento da Confirmação - Crisma. Sacramento esse que completa o Batismo e pelo qual recebemos o dom do Espírito Santo.

O YOUCAT – Catecismo Jovem da Igreja Católica, afirma que: Ser Confirmado - Crismado significa fazer um acordo com Deus.
 



Crisma 2014




20/07 - FESTA SANT'ANA E SÃO JOAQUIM 2014

Nesse Domingo (20), durante a celebração da Novena da Festa de Sant'Ana e São Joaquim,  tivemos a instituição dos novos ministros extraordinários da comunhão eucarística e renovação de outros.



Presidente: Dom Jaime Vieira Rocha, Arcebispo Metropolitano de Natal. 
Noiteiros: Todos os paroquianos.

Entrevista com Dom Jaime Vieira Rocha


 Após a missa, tivemos o show de Fátima Santos.

 Quinto dia de Festa Sant'Ana e São Joaquim