domingo, 30 de março de 2014

ANIVERSÁRIO DE 131 ANOS DA IRMANDADE DE SÃO JOSÉ

Hoje a noite, dia 30, foi celebrada missa em ação de graças pelo aniversário de 131 anos da Irmandade de São José! Grandes representantes da tradição cristã católica em nossa cidade. Logo após houve um momento de confraternização na sede da Irmandade, onde os membros fizeram um convite aos mais novos que queiram participar e continuar a história desse movimento. Trazemos neste texto, um breve histórico da Irmandade.


Na procissão eles vão a frente, vestindo indumentárias religiosas - a "Opa" - uma antiga espécie de capa amarela sem manga sobre as camisas, levam consigo cruzes e lanternas. São os membros da Irmandade de São José, uma espécie de confraria católica, que no dia 25 de março completou 131 anos de fundação. A mais antiga entidade católica de São José de Mipibu que foi fundada em 1883, pelo Vigário Cônego Gregório Lustoza.


Em 1936 foi restaurada, depois de um período desativada, pelo Monsenhor Paulo Herôncio, em preparação ao grandioso e memorável Primeiro Congresso Eucarístico Paroquial realizado no Rio Grande do Norte (escreveu o pesquisador Hilton Gurgel de Castro - falecido - no Jornal Alerta). Ainda segundo Hilton, durante sua restauração, muitos foram provedores (nome pelo qual é conhecido o dirigente da instituição) e em especial queremos lembrar alguns como: Francisco Gurgel, conhecido por seu Xixico que também foi o maestro da 1ª Banda de Música de São José de Mipibu, a Banda 25 de Dezembro.  

Outros o sucederam como: José Tomé Ribeiro e José Gomes de Santana, que durante uma longa temporada foi um verdadeiro baluarte a frente da Irmandade de São José, além de outra criada na paróquia - a Irmandade de São Vicente. Depois de um grande esforço, a sede própria foi iniciada tendo um terreno sido doado pelo então prefeito Hélio Ferreira, na Rua 7 de Setembro, cuja a inauguração se deu em 20 de janeiro de 1968 pelo Cônego Antônio Barros, diretor eclesiástico na época. A Irmandade tinha como dirigentes Antônio Lopes Vasconcelos, provedor José França, vice-provedor Manoel Lourenço Barreto, tesoureiro Hilton Gurgel de Castro, secretário Manoel Tomé Ribeiro e orador Manoel Tomé Filho.


Um detalhe importante: todo o trabalho e despesa da construção da sede própria da Irmandade se deu as custas dos irmãos de São José e nenhuma verba, até os dias atuais, chegou aos nossos cofres, apesar de termos estatuto devidamente registrado e em dia com nossas obrigações fiscais e sociais. A Irmandade tem por finalidade propagar e difundir a religião católica apostólica romana, fundar, dirigir, propagar e prestigiar obras de interesses católicos sociais, afervorar a fé religiosa entre os associados e prestar aos mesmos assistência de natureza espiritual ou material.


Em 5 de agosto de 1956 foi iniciada a caderneta de contribuição dos sócios. No estatuto consta o provedor Francisco de Assis Ribeiro pelos seguintes serviços prestados pela Irmandade Caixa Comunitária que funcionou até 1968, prestando serviços médicos e odontológicos aos associados e demais pessoas da comunidade. A Escola Noturna Imaculada Conceição, para alfabetização de adultos (pioneira, anterior até mesmo ao antigo Mobral) e a Escola de Datilografia Nossa Senhora das Graças que diplomou vários mipibuenses.

Com a contribuição que é feita mensalmente pelos irmãos que são pagas as contas de água e luz, além de auxiliar nas despesas dos funerais ao falecimento de algum associado. Atualmente a Irmandade é composta por 30 membros. Entre eles, o provedor de Assis Ribeiro, vice-provedor Custódio, orador Antônio Vasconcelos (falecido a poucos dias), secretária Erineide dos Santos, tesoureira Severina Pereira e zeladora Francisca Camilo. As reuniões acontecem um domingo por mês, às 15h e nas missas pela manhã do 2° domingo de cada mês.


(Texto cedido por membros da Irmandade São José)

0 comentários:

Postar um comentário